Como a computação cloud está mudando a distribuição de TI

Como a computação cloud está mudando a distribuição de TI

A cloud computing, ou computação na nuvem, está provocando uma mudança radical na distribuição de TI. Além dos desafios financeiros e tecnológicos, os distribuidores de TI enfrentam outros obstáculos, como a percepção de alguns parceiros de que os distribuidores não agregam valor aos serviços dos fornecedores de cloud computing.

Dessa forma, já se percebe a necessidade de novos tipos de provedores, que possam agregar tecnologias em escala tanto nos limites físicos quanto virtuais. Isso porque, cada vez mais as empresas estão abandonando seus sistemas de servidores físicos, para o modelo de serviços em cloud.

Em um estudo realizado pela Gartner, a previsão de crescimento do mercado mundial de serviços em cloud de 2015 para 2016 era de 16,5%, ou seja, de US$ 175 bilhões para US$ 204 bilhões.

Por se tratarem de serviços baseados em assinaturas, o cloud computing exige uma operação diferenciada. Por muitas empresas estarem dedicando esforços para a administração do negócio, quando decidem migrar para a nuvem, não possuem o conhecimento necessário para fazer a migração.

Os parceiros de distribuição de TI trabalham neste sentido para planejar a migração, oferecer suporte técnico, agregar serviços em cloud, fornecer acessibilidade ao data center e serviço de hospedagem, além de outras demandas.

Como a computação cloud está mudando a distribuição de TI?

Grandes players de mercado confiam na distribuição

Embora apenas três em cada 10 fornecedores de hardware e software nos Estados Unidos tenham ao menos um relacionamento de distribuição, muitos dos que dependem dos distribuidores da computação em nuvem são os maiores participantes do setor de TI. Como por exemplo a Apple, IBM, Cisco, Intel e Oracle.

Oferta de construção em nuvem

Desde 2010, grandes distribuidores de TI, criaram programas em cloud para oferecer suporte a seus fornecedores e canais de parceiros de revenda. Normalmente, as empresas fornecedoras e os canais parceiros oferecem uma miscelânea de serviços. Através dos programas em cloud as empresas se habilitam a fazer recomendações sobre qual oferta melhor se adapta às necessidades da empresa. Auxiliando desde a aquisição até a implantação do serviço.

Eliminação dos provedores de serviços gerenciados

Embora os provedores de serviços gerenciados tenham menor probabilidade de se envolverem com a distribuição, isso está mudando, por que o modelo em nuvem coloca o distribuidor como um intermediário entre a nuvem e o data center.

Revendedores ainda veem valor em produtos

Apesar da mudança dos parceiros tradicionais de canais de TI para um modelo de receita recorrente, vendas em cloud e outras novas maneiras de fazer negócios, continuam valorizando os parceiros distribuidores.

Status Quo para serviços de suporte

A distribuição fornece serviços de suporte ao canal e isso não deve mudar no espaço da nuvem. As empresas de canal procurarão distribuidores para ajudá-los a encontrar as soluções de nuvem certas para os clientes agregando as seleções de produtos em uma única solução.