Tendências para marketing B2B de comércio eletrônico em 2018

O marketing B2B é dinâmico. Com novas tecnologias e estratégias, ele está sempre mudando e sempre se tornando cada vez mais inteligente. Por isso é importante questionar o que é feito no comércio eletrônico B2B atualmente, para entender o que criará impacto significativo e positivo para o negócio e os clientes em 2018. Essa ação implicará na saída da zona de conforto, já que nas mudanças o sucesso e o fracasso andam próximos.

Fazendo diferente no comércio eletrônico B2B

Quando se inicia uma mudança de pensamentos é necessário se tomar decisões fundamentadas. A B2B Marketing trouxe insights para se iniciar a nutrição desses hábitos.

Inicialmente não faça suposições. O mercado, o cliente, as necessidades de negócios estão em constante mudanças. Segundo o estudo apresentado na Demand Gen Report, 89% dos empresários entrevistados, classificaram a melhoria da capacidade em medir e analisar o impacto do marketing como uma prioridade máxima. Ou seja, ter os dados e curiosidade em relacioná-los, obtendo novas respostas, para se obter novas perguntas, é essencial para o desenvolvimento do comércio eletrônico.

Fuja da tendência de ter vários objetivos ao mesmo tempo. Tenha o mindset de que um objetivo pontual e focado facilitará a sua mensuração e análise. O que não implica que os demais objetivos serão esquecidos, mas que, com os resultados obtidos na análise de um foco inicial podem ser desdobrados para os outros objetivos da sua empresa.

Invista tempo e recurso no seu planejamento de marketing. Conheça as suas personas, estabeleça estratégias para atraí-las, nutrí-las, para que elas percorram uma jornada e se tornem seus clientes. O comércio eletrônico, principalmente focado em B2B, necessitam de técnicas que devem estar alinhadas com  seu setor, para que o seu crescimento seja tangível.

Dentre a ampla gama de estratégias de marketing, pode-se destacar aquelas que são mais importantes para seu comércio eletrônico:

  • Automação em marketing: um dos maiores facilitadores para o marketing B2B é automatizar o processo. Classificar os leads do seu comércio eletrônico, segmentá-los de acordo às suas características de perfil e interesse, e nutrí-los de forma eficiente, é uma atividade que demanda esforço e muito tempo. Ter uma ferramenta que automatize este processo é importante para explorar o máximo de possibilidades para se comunicar com prospects e leads;
  • Marketing de conteúdo: segundo a Forrester 60% dos prospects preferem não ter um representantes de vendas como sua fonte de informações, preferindo encontrar as informações por si. E para seu negócio não cair falhar neste quesito é que se torna importante a criação de conteúdo relevante, ou seja, que respondam as questões das suas personas, e as levem a um caminho de tomada de decisão de compra de seu produto;
  • Mídias sociais: é fácil enganar-se acreditando que o comércio eletrônico B2B não sofre impacto das mídias sociais. A Deloitte projetou que os investimentos em mídias sociais aumentarão de 6,8% para 9,2% em 2018. E nos próximos 5 anos chegará a 13,7%. E como nos anos anteriores, o LinkedIn deverá superar os canais de mídias sociais para comércios B2B.

Portanto com as tecnologias em crescimento, as possibilidades para o comércio eletrônico B2B são grandes. Ter em mãos dados e informações, que tragam insights relevantes, facilitarão um planejamento estratégico e de marketing que associados poderão contribuir para o desenvolvimento do seu negócio em 2018.