Saiba porque você não pode deixar de usar Analytics e Big Data no B2B

O momento atual, proporcionado pelo advento da tecnologia, impacta diretamente no fluxo de informações sobre empresas e negócios. E, como sabemos, informação é um bem, especialmente quando se trata de negócios B2B.

A facilitação da negociação entre empresas, outrora tão burocrática, é uma consequência direta dos novos formatos de negócio, em especial, do e-commerce.

Agora imagine o volume de dados que transitam e são armazenados em consequência dessas transações comerciais? Analytics e Big Data passaram a resolver os grandes desafios das organizações, no gigante universo de dados que elas precisam processar.

Benefícios da utilização de Analytics e Big Data para o B2B

O Big Data Analytics consiste em realizar um trabalho analítico e inteligente de grandes volumes de dados — sejam eles estruturados ou não —, no qual eles são coletados, armazenados e interpretados por softwares de grande desempenho, em um curto espaço de tempo. Com a ajuda do Big Data, processando milhões de dados rapidamente, é possível:

  • Melhorar a assertividade das campanhas, direcionando melhor os recursos de marketing;
  • Analisar melhor a segmentação dos clientes;
  • Descobrir e distribuir adequadamente a quantidade e o mix ideiais dos produtos;
  • Reduzir custos com TI para aqueles que possuem servidores atualmente;
  • Obter insights do Analytics para criar novas promoções ou bundles.

Utilizar Analytycs significa ir além dos resumos e relatórios originados pela Business Intelligence, permitindo que as empresas descrevam e prevejam seu ambiente de negócios com informações que podem ser facilmente utilizadas e compreendidas.

Você consegue obter uma imagem baseada em dados de seu papel na indústria, fornecendo:

  • Uma ideia clara do que seus clientes desejam. É possível segmentar os clientes por suas preferências de compra, dados demográficos e outros critérios de personalização das suas consultas;
  • Operações mais eficientes, melhorando a velocidade de entrega e experiência do cliente;
  • Uma melhoria do ROI. Ao adotar um modelo de entrega do Analytics como um serviço, é possível obter um ROI mais elevado em um período de tempo muito mais curto.

Estamos falando de tecnologia extremamente útil, que ajuda você a construir dados sólidos, ao invés de supor ou adivinhar o que está acontecendo, abstraindo de preferências e preconceitos pessoais, sob a luz das suas operações atuais e futuras.

Dicas de como utilizar Big Data Analytics no B2B

Uma marca típica de B2B tem uma incrível quantidade de dados, e é de suma importância utilizá-los para oferecer resultados mais eficazes do que nunca.

São muitas informações que aguardam análise, mas, para sua organização, não é o todo dessas informações — mas subconjuntos específicos — que vale a pena ser mensurado e analisado. Por onde começar a “garimpar” essas informações?

Use o marketing preditivo

Aproveite o aprendizado de máquina para fornecer insights mais precisos, através do funil, de forma a incentivar as vendas de clientes existentes e novos. O marketing preditivo trata de como você direciona os componentes para visão de futuro, prevendo os resultados. Os objetivos da análise preditiva abrangem o funil do cliente.

Um estudo da VB Insight descobriu que 33% dos profissionais de marketing dos EUA apontaram a aquisição de clientes como a mais importante, mas logo atrás disso — com 17% cada — havia outros quatro objetivos principais a medir:

  • O comportamento do cliente e as percepções do público;
  • A eficácia da campanha, calculando e melhorando:
  • O tempo de vida do cliente;
  • A retenção de clientes.

A análise preditiva pode atingir esses objetivos, aprendendo com os padrões dos dados que derivam dos pontos de contato do cliente, ou seja: toda interação que um tomador de decisões B2B teve com uma empresa.

Evite médias

Não desperdice a potência do software de análise, limitando-se a consultas primárias. As médias, muitas vezes, podem ser enganadoras.  

Exemplificando, a média semanal das vendas do quarto trimestre de 2016 de um de seus produtos subiu vertiginosamente. Mas a maioria das vendas foi realizada com preços de tabela ou em promoção, com grandes descontos? Você tem certeza do que causou essa elevação?

A interpretação analítica de grandes dados, que é no que consiste o Analytics Big Data, permite ir muito além de visões superficiais, mas analisa a fundo os dados de que dispõe, com muito mais solidez e assertividade nos resultados.

Descubra os KPIs

Saber o que medir depende muito dos objetivos de negócios de alto nível da sua empresa — que são os seus fatores críticos de sucesso — e dos principais indicadores de desempenho utilizados ​​para medi-los.

Entenda seu objetivo

Toda aplicação de análise preditiva — seja para marketing ou para quantificar o risco de fraude ou resultados financeiros — requer, primeiro, entender o que está sendo previsto e, segundo, descobrir o que fazer com essa previsão. De nada adianta você dispor de uma gigantesca ferramenta inteligente de análise e não saber o que fazer com os resultados dela.

Você imaginava tudo isto do Analytics e Big Data no B2B? Registre aqui sua experiência ou, se tiver dúvidas, deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *