Estratégias de marketing para distribuidores e atacadistas: saiba como aplicar

Fixar a imagem da empresa na mente do consumidor é um grande desafio que as empresas enfrentam na busca pela diferenciação dos seus concorrentes, principalmente porque elas precisam delimitar o seu domínio competitivo.

Existem diferenciações claras entre distribuidores e atacadistas, de acordo com o segmento, como: tipos de loja, linha de produtos e serviços, ambiente de loja, dentre outros. 

Pode-se dizer que atacado é a empresa que distribui, de modo regional, estadual ou interestadual, produtos e marcas de qualquer porte de indústria. Já o distribuidor é a empresa que possui um contrato com a indústria que a valida como distribuidor oficial de determinada marca em uma região estipulada, com o objetivo de promover a marca onde a indústria não consegue chegar. Por essas razões, faz-se necessário que os distribuidores e atacadistas desenvolvam estratégias de marketing específicas, adequadas ao seu posicionamento no mercado.

Quais são estas estratégias?

A estratégia de posicionamento de valor baseia-se na premissa de que os produtos e serviços oferecidos pela empresa devem ser acompanhados de um “pacote” atrativo com vários serviços agregados que beneficiarão o consumidor. Economizar tempo também é uma máxima do mercado e diz respeito à eficiência operacional para oferecer serviços mais ágeis aos clientes, visto que os consumidores dispõem, cada vez mais, de menos tempo. Outros aspectos tratam do estabelecimento de um alto contato pessoal e sensorial, admitindo a venda pessoal como um diferencial competitivo importante, e de uma comunicação adequada no ambiente de vendas.

Segmentação mercadológica

A empresa deve se posicionar diante do segmento que deseja atender e o seu posicionamento estratégico deve ser feito baseado nas necessidades e expectativas do seu público-alvo, definindo como cada grupo de consumidor será abordado, seja no âmbito dos grupos de distribuição ou atacadista. O importante é delimitar bem e identificar quais seus mercados-alvo.

Presença e ênfase no consumidor 

O comércio atacadista passa por vários desafios e a necessidade de estar presente em todos os lugares e canais é latente, fazendo com que os consumidores optem pelo conceito omnichannel.

O que é omnichannel?

Os hábitos de consumo estão transformando o mercado varejista. Atualmente o consumidor está comprando em vários lugares e, simultaneamente, se comunicando nas redes sociais. O omnichannel ou multicanal se tornou parte do comportamento normal dos clientes. Tem a ver com a experiência do consumidor, em utilizar todos os canais disponíveis para proporcionar a melhor experiência de compra para o consumidor. 

Esta estratégia representa grandes desafios para os distribuidores e varejistas, pois representa mais liberdade para o cliente. É preciso se colocar no lugar do cliente, entender como melhorar a experiência dele e como ele compra. Afinal, não importa em qual canal ele compra, mas que ele opte pela sua marca. As chances de fidelização, se você otimizar seus canais de venda, serão muito maiores. 

Envolvimento do marketing com a logística

Estas áreas devem estar envolvidas desde o momento da concepção do produto. É preciso satisfazer o cliente com o menor custo e isto significa fazer com que todos os envolvidos na cadeia logística estabeleçam níveis de cooperação. O comércio virtual está crescendo vertiginosamente e é de fundamental importância que o marketing se envolva mais no processo logístico de forma a aprimorar e prezar pela satisfação do consumidor, preocupando-se com as avaliações e ajudando a alcançar a fidelização do distribuidor/atacadista.

Como andam suas estratégias de marketing? Elas têm apresentado resultados satisfatórios? Compartilhe aqui seus comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *