O futuro das lojas física com a geração Z e o e-commerce em alta

Tecnologias, como computadores e smartphones, mudaram o comportamento do consumidor. Hoje em dia, o mercado foi tomado pela geração Z – sucessores da geração Y. Esta nova geração se caracteriza pelo uso frequente de aparelhos modernos e pelo rápido acesso a informações. São pessoas que cresceram em meio a um mundo muito mais veloz e acessível. Onde não existem barreiras geográficas: tudo está a um clique de distância.

Para as empresas, é fundamental estar atento a estas mudanças. Afinal, se uma loja não acompanha os novos hábitos de consumo dos seus clientes, ela perde vendas e fica para trás. Saiba mais:

Conheça a geração Z

Esta é uma geração que nasceu em um mundo mais globalizado. Passou a adolescência fazendo pesquisas no Google e escutando as mais recentes novidades musicais na internet. São pessoas acostumadas a dividir a sua atenção entre as abas do navegador: em uma está uma pesquisa sobre alimentos funcionais, em outra está um vídeo de música, em outra a rede social do momento e em outra um e-commerce.

A geração Z é formada por pessoas nascidas na metade dos anos 90. São pessoas habituadas a viver com a internet e as suas facilidades. E, muitas vezes, é este o meio escolhido quando eles buscam um entretenimento, ampliar os seus conhecimentos ou comprar algum item de consumo.

A importância do e-commerce para atrair e fidelizar a geração Z

De produtos de supermercado a aparelhos eletrônicos, a geração Z usa a internet para agilizar e otimizar as compras realizadas. Um e-commerce oferece diversas facilidades com as quais esta geração está acostumada: é mais simples comparar preços, basta abrir uma nova aba para pesquisar opiniões de outros usuários sobre a loja virtual e o produto que se quer comprar e há toda a comodidade envolvida na compra virtual – não é preciso enfrentar trânsito ou filas, a compra chega na sua casa.

Todos estes são fatores que fazem com que as pessoas frequentem cada vez mais as lojas online. Isso também ajuda a explicar porque o comércio eletrônico continua em alta mesmo durante a crise econômica.

O futuro das lojas físicas

O crescimento contínuo do e-commerce não significa que os estabelecimentos físicos devam fechar. Muitas pessoas – inclusive algumas que fazem parte da geração Z – ainda gostam de ir até lojas físicas, contar com o apoio de um vendedor e realizar compras presenciais. Mas mesmo para estas pessoas, é preciso oferecer um atendimento diferenciado. Rapidez, por exemplo, é algo que não pode faltar nas lojas do futuro. A conexão com a internet é essencial para isso: seja para verificar se existem produtos no estoque com mais velocidade ou para fazer pedidos com fornecedores de forma mais simples e precisa.

Além disso, expandir o negócio para os meios virtuais é muito importante para quem não quer perder vendas. E é isso que grandes e pequenas empresas têm feito para atrair e conquistar a geração Z. Um site intuitivo, com informações completas, boas imagens de produtos e que ofereça navegação rápida é fundamental para o futuro de uma loja.

O que você acha dos novos hábitos de consumo? E da geração Z? Deixe a sua opinião nos comentários!

2 thoughts to “O futuro das lojas física com a geração Z e o e-commerce em alta”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *