A gestão de inventário e a lucratividade

 Um dos pontos importantes para o sucesso de empresas que lidam com estoques de produtos é a sua capacidade de manter quantidades adequadas de produtos, que não sejam em níveis muito elevados, reduzindo as disponibilidades financeiras em caixa, mas que também não sejam em níveis excessivamente baixos, potencialmente comprometendo o bom andamento das operações. Aos processos envolvidos no gerenciamento desses níveis de estoque, dá-se o nome de gestão de inventário.

Na gestão de inventário, observam-se algumas perspectivas que determinam os níveis ideais de estoque para cada momento específico, com o objetivo de maximizar a disponibilidade e a lucratividade. Veremos a seguir os principais aspectos a serem considerados.

Conhecendo os tempos

O primeiro aspecto a ser observado são os tempos que irão determinar a quantidade de produtos a ser mantida. É preciso entender quanto tempo os fornecedores precisam para conseguir realizar uma entrega a partir do momento em que o pedido é colocado.

Também é preciso saber quanto tempo leva para que os produtos deixem o estoque. Ao compreender esses dois tempos, é possível fazer um planejamento que permita às operações transcorrerem de forma tranquila, determinando com clareza em que momento um pedido deve ser feito e que quantidade de produto deve ser encomendada.

Níveis corretos

Obviamente um nível mínimo de estoque deve ser mantido para assegurar que a produção ou fluxo comercial sejam mantidos sem sobressaltos. Mas também existe um outro aspecto importante na gestão de inventário a ser considerado: os estoques reguladores, que são uma quantidade de produtos acima do nível mínimo necessário de produtos, para tratar certos riscos que possam ocorrer durante a operação.

Informações precisas

Pode parecer desnecessário mencionar, mas na gestão de inventário outro aspecto fundamental é o controle dos estoques em si, em particular os de produtos para entrega aos clientes. É preciso manter um controle rigoroso de tudo o que entra, tudo o que sai e inclusive o que, eventualmente, possa retornar ao estoque, como devolução de produtos. Contar com esses dados irá permitir que os outros elos da gestão de inventário operem de forma correta, gerando os resultados esperados.

JIT ou MRP?

Cabe ainda destacar que existem diferente abordagens em relação à gestão de inventário. As técnicas chamadas Just In Time (JIT) ou Material Requirements Planning (MRP) têm abordagens distintas, apesar de poderem ser utilizadas de forma complementa.

No JIT busca-se um nível de estoques próximo a zero, garantindo a disponibilidade do produto no momento em que se torne necessário. Por esse motivo, é mais adequado para linhas de produção ou para produtos de alta disponibilidade, com prazos de entrega muito curtos.

Já no MRP, a abordagem é um tanto mais analítica, procurando avaliar os tempos de entrega e  históricos de consumo para determinar o momento e a quantidade de produtos a serem encomendados. No MRP, a utilização de sistemas computadorizados é quase que imprescindível.

Mundo B2B

Quando falamos em B2B (Business to Business), em particular em relação à distribuição de produtos para varejistas, a gestão de inventário é um requisito básico para garantir a disponibilidade de mercadorias ao consumidor final. Uma sólida plataforma de comércio B2B, que possa ser integrada aos demais sistemas de gestão e planejamento, como ERP (Enterprise Resource Planning) é um fator crítico de sucesso para o relacionamento ente varejistas e atacadistas ou fabricantes. Por esse motivo, é preciso saber escolher bem a plataforma B2B a ser utilizada.

Em última análise, a lucratividade na distribuição de produtos para o varejo está associada a uma excelente gestão de inventário, que irá permitir que os produtos estejam disponíveis no momento adequado e nas quantidades adequadas, para que. Inca se perca nenhum negócio.

 

Como é a gestão de inventário em sua empresa? Você consegue determinar adequadamente os níveis corretos de estoque e os tempos de processamento de pedidos? Compartilhe suas experiências e dificuldades através dos comentários abaixo.