Como criar um plano de trade marketing efetivo para feiras de negócios

Está tudo pronto para sua primeira vez como expositor em uma feira do seu setor. Você tem banners e flyers em abundância e está confiante de que cada aspecto de seu estande será um sucesso. No entanto, ao final do evento, você percebe que não tão bem sucedido assim. Há muitas razões para que isso aconteça, mas principalmente a falta de planejamento. Pensando em como a participação em eventos é uma boa forma de promover o seu produto e sua marca, separamos 6 dicas para montar um plano de trade marketing efetivo. Preparado?

 

1. Seja convincente

Toda empresa, desde um startup até uma multinacional necessita de receita. Por isso, seja qual for a feira, sua equipe deve manter seus olhos fixos no prêmio: leads e vendas. Para isso, é preciso ser convincente, conquistar o interesse e a confiança do visitante. Você pode pensar que você é loquaz e persuasivo, mas não coloque todas as oportunidades em cima de uma suposição. Certifique-se que toda a equipe presente no evento conheça a linha de todos os produtos a fundo. Ninguém vende aquilo que não conhece.

 

2. Utilize o bom humor ao seu favor

Cuidado com as piadinhas! Há uma linha tênue entre ser engraçado e ser ofensivo. Por isso, utilize o humor com bom gosto para atrair atenção dos visitantes e criar interesse por seu estande. Um exemplo de como o humor pode ser bem empregado foi da Central Desktop, especializada em Cloud Computing. Em uma feira recente, um membro da equipe vestido convidava as pessoas a darem uma olhada na nuvem. Eles conseguiram chamar atenção e arrancar muitos sorrisos dos visitantes.

 

3. Faça um orçamento

Existe uma diferença entre econômico e barato. Não adianta comparecer a uma feira de negócios se você não quer investir dinheiro algum. Uma equipe de vendas que pode envolver as pessoas, vender e criar o interesse no negócio, por exemplo, pode ser mais eficiente que ficar produzindo milhares de flyers informativos.

 

4. Elabore sua mensagem

Quando alguém pergunta “o que você faz?”, você tem a resposta pronta? Se sim, ótimo. Mas não basta. O estande deve representar tudo o que sua marca é. Por isso, escreva o que sua empresa tem que as outras não têm, onde quer chegar, quais são as palavras que irá utilizar quando se referir a sua marca e ao seu produto, etc. Como exatamente você gostaria que os participantes se lembrassem de você?

 

5. Defina objetivos

Lembre-se de criar estratégias para alcançar seus objetivos. Falta de preparação e planejamento sobre este ponto podem arruinar participações em feiras e eventos. Quantos leads espera conquistar? Quantas visitas ao estande? Quantas vendas? É apenas promocional? Saber onde se quer chegar é o primeiro passo para conquistar seus objetivos.

 

6. Demonstre a personalidade da sua empresa

A personalidade de sua empresa precisa estar dentro do seu estande. Esta é essencialmente a sua marca, ou seja, a cara da empresa. Se você é uma startup jovem e descolada, por exemplo, seu estande precisa refletir isso. Isso inclui banners, linguagem, ferramentas, tecnologias, abordagem, entre outros aspectos.

 

A lição que fica é: nunca participe como expositor de uma feira sem um plano de trade marketing. Não tem ideia de onde começar? Visite outras feiras antes, observe os estandes das grandes marcas e a partir daí, tire insights para quando for a sua vez. Você pode aprender muito com as outras empresas.

 

Sua empresa já criou algum plano de trade marketing para eventos? Deveria, já que o mercado de e-commerce B2B vai duplicar até 2020 e a concorrência pode ficar ainda mais acirrada. Saiba mais.