E-commerce B2B: entenda as diferenças entre o modelo direto e marketplace

Fornecedores de bens e serviços estão sempre buscando melhores maneiras de fazer negócios e expandir o mercado. Mas em alguns momentos é normal encontrar as vendas estagnadas e não conseguir encontrar possíveis clientes para contornar esse problema. Por isso, cresceu o investimento em vendas online no mercado B2B.

Com a criação de modelos de e-commerce B2B, a visibilidade das empresas cresce e muitos clientes conseguem encontrar mais rápido o que buscam no meio digital. Mas ainda assim os consumidores procuram soluções mais simples e rápidas que permitam que seus problemas sejam resolvidos em um único lugar. Surgiram então os marketplaces B2B.

Marketplaces ou modelo direto?

Com a criação de marketplaces B2B, inicia-se uma grande discussão sobre qual é a melhor forma de fazer negócio. Alguns pequenos e médios empresários acreditam que colocar sua empresa em um marketplace dá a ela mais visibilidade e facilita o encontro entre fornecedores e seus clientes, enquanto outros defendem que o modelo direto é mais interessante por permitir mais controle sobre a identidade da marca. 

A verdade é que ambos têm benefícios diferentes, e podem ajudar empresas de acordo com as suas necessidades. Por isso separamos alguns aspectos interessantes dos marketplaces e do modelo direto de e-commerce B2B. Acompanhe!

Vantagens de um marketplace B2B

Mais visibilidade

Um dos primeiros argumentos usados a favor do uso de marketplaces é a visibilidade. Com a sua marca presente em um mercado centralizado, onde inúmeros competidores procuram vender produtos que muitas vezes são focados em um mesmo nicho, a busca junta mais compradores e consequentemente faz com que a sua marca seja mais visível e relacionada diretamente ao que você oferece.

Começando relacionamentos com os clientes

Como a sua visibilidade aumenta em um marketplace, é comum realizar vendas para novos clientes que dificilmente teriam contato com a sua marca fora da plataforma. Por isso os marketplaces criam uma boa oportunidade de começar um relacionamento com os seus consumidores através de um bom serviço, que pode ser desenvolvido no futuro. 

Mais competição

Como as empresas dentro de um marketplace são colocadas lado a lado nos resultados de busca, independente do tamanho ou tempo de mercado, a competição direta é muito maior. O problema aqui é que marcas com mais presença são as que se beneficiam mais, já que os clientes optam por comprar de empresas que conhecem. Por isso é essencial o cuidado na estratégia usada para tentar se sobressair: baixar os preços sem responsabilidade pode ser ruim para o seu negócio, então é interessante estudar bem as alternativas e não cometer erros na hora de definir o valor dos seus produtos.

Investimento menor

Como a sua loja virtual é integrada a um marketplace, o investimento na criação de sistemas de venda e segurança online acabam sendo menores, e você pode usufruir dos serviços oferecidos pela plataforma que escolher usar.

Modelo direto

Controle sobre a sua identidade

Empresas que têm uma identidade que gera valor ao seu produto são beneficiadas pelo modelo direto de vendas. Enquanto no marketplace as opções para conseguir personalizar sua loja virtual acabam sendo limitadas para atender às capacidades da plataforma, no modelo direto você tem controle total sobre como a sua marca será apresentada aos seus clientes.

Construindo relacionamentos

O marketplace pode ser bom em fazer primeiras vendas para novos clientes, mas o modelo direto beneficia a construção de relacionamentos. Aqui você pode personalizar a experiência do usuário, oferecer seus produtos e serviços de acordo com preferências, e unificar até mesmo o atendimento em um mesmo portal.

Clientes que acessam sua loja virtual fora de marketplaces normalmente já conhecem a sua marca, já fizeram compras antes, e agora provavelmente farão pedidos com maiores quantidades e valores mais altos. É a hora em que investir na experiência da sua marca passa a ser um ponto essencial para manter esse relacionamento.

Compras sem distrações 

No marketplace inúmeras marcas brigam pela atenção do consumidor, mas no modelo direto a sua marca é o ponto principal da experiência. Os usuários conseguem fazer compras sem as distrações de outras empresas oferecendo o mesmo produto.

Responsabilidade total sobre o serviço

Usando o modelo direto você não depende da interface e dos serviços de um marketplace, e tem mais liberdade para oferecer seu produto da maneira que quiser, e com completa responsabilidade sobre todas as etapas do processo. 

Quem sai ganhando

Considerando as vantagens do modelo direto e de marketplaces é fácil perceber que existem vantagens dos dois lados. A escolha varia de acordo com o produto oferecido, o valor que sua empresa pode investir, o reconhecimento que sua marca tem no mercado, e o que ela pode oferecer aos consumidores.

O ideal para manter sua marca presente de maneira definitiva é usar ambos, mas essa é uma decisão que deve ser feita com calma e avaliada de acordo com a sua capacidade de investimento.

Você prefere trabalhar com marketplaces ou com o modelo direto? Compartilhe sua experiência nos comentários!